Jornalista Régis Oliveira: Doméstica é condenada a indenizar patroa por danos morais

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Doméstica é condenada a indenizar patroa por danos morais

A 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, do Rio Grande do Sul, condenou uma empregada doméstica a pagar R$ 3,4 mil de indenização por danos morais à empregadora por pleitear um direito indevido, agindo de má-fé. Além de multa de 1% sobre o valor da causa, fixado em R$ 4 mil, por acionar o Judiciário solicitando direito que sabia ser indevido.

Para o advogado Carlos Henrique Cruz, a deliberação foi correta. Isso porque, a conduta da doméstica foi maliciosa e fundada em mentiras para obtenção de vantagens indevidas de sua empregadora. “Nada mais justo que o gravame seja reparado na forma de indenização”.

A advogada trabalhista e secretária-geral da Comissão de Direito do Trabalho da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará (OAB-CE), Camila Borges, vê a decisão como inovadora e emblemática. Além de representar um avanço no cenário do judiciário trabalhista nacional, no qual está enraizada a mentalidade de que a Justiça do Trabalho tem por objetivo equilibrar a desigualdade inerente às relações de trabalho, conferindo os direitos necessários à parte mais frágil.

Nenhum comentário: