Jornalista Régis Oliveira: Aumentam probabilidades de chuvas abaixo da média, diz FUNCEME

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Aumentam probabilidades de chuvas abaixo da média, diz FUNCEME

Maior precipitação ocorreu na cidade de Juazeiro do Norte com 73.0 mm.


Em Fortaleza choveu 18.2 milímetros no Posto Messejana.

Choveu em 90 dos 184 municípios até as 12h desta terça-feira (21), de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). As 10 maiores chuvas ocorreram nos municípios de Juazeiro do Norte (73.0 mm ), Barro (71.0 mm), Milagres (60.0 mm), Missão Velha (59.0 mm), Pacujá (41.0 mm), Quixadá (40.0 mm), Milagres (40.0 mm) e Ibiapina (39.0 mm).
Em Fortaleza a Funceme registrou 18.2 milímetros no Posto Messejana e 18 milímetros no Posto Água Fria.
A previsão da Funceme  para esta terça-feira é de nebulosidade variável com chuva na faixa litorânea, noroeste e sul do estado do Ceará ao longo do dia. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado a claro.
Para quarta-feira (22)  é de nebulosidade variável com chuvas isoladas no centro-norte e possibilidade de chuva no sul do Ceará no decorrer do dia.
E para quinta-feira (23) no decorrer do dia, há possibilidade de chuva em todas as regiões do estado.
De acordo com os meteorologistas, o principal indutor de chuva no Ceará durante a quadra-chuvosa (fevereiro, março, abril e maio) é o sistema meteorológico chamado zona de convergência intertropical (ZCIT). Há nuvens sobre todo o estado do Ceará, principalmente na faixa litorânea. No Oceano Atlântico existe a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN - sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12km de altura).
Prognóstico março, abril e maio
O prognóstico da Funceme para março, abril e maio de 2017 indica que há 37% de probabilidade do Ceará ter chuvas abaixo da média.  As chances de haver precipitações em torno da média é de 43% e, na categoria acima da média, 20%.  Apesar de boas chuvas, a probabilidade do estado ter precipitações abaixo da média aumentou em relação ao prognóstico inicial para janeiro, fevereiro e março quando apontou 30%.
Apresentado pelo presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, o prognóstico trouxe as probabilidades de cada uma das três categorias (abaixo, em torno e acima da média histórica) referentes ao acumulado de precipitações dos próximos meses. O prognóstico foi apresentado na manhã desta terça-feira (21) pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) no auditório da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), no Parque Iracema, em Fortaleza

Nenhum comentário: