Jornalista Régis Oliveira: Primeiro prefeito no Brasil a assumir que é Gay, oficializa União de 13 anos

segunda-feira, 6 de março de 2017

Primeiro prefeito no Brasil a assumir que é Gay, oficializa União de 13 anos

Quatro anos após ser eleito o primeiro prefeito assumidamente homossexual do Brasil, o prefeito de Lins, Edgar de Souza, oficializou o seu relacionamento de 13 anos com o empresário Alexsandro Luciano Trindade, no último sábado (4). A cerimônia de registro civil contou também com um ato ecumênico com a presença de representantes de quatro religiões: evangélica, católica, espírita e candomblé.
Edgard de Souza (à esq.), prefeito de Lins, acredita ter sido o primeiro chefe do Executivo a oficializar uma união gay (Foto: Uall! Estúdio Fotográfico / Divulgação)


“Acredito, pelo que pesquisamos, que sou o primeiro prefeito assumidamente gay a oficializar a união”, afirma. Para Edgar, mais do que pioneirismo e desejo de oficializar a união, o casamento também é uma forma de reafirmar os direitos dos homossexuais. "O casamento entre pessoas do mesmo sexo por si só já é um ato político. É uma forma de reafirmar nossos direitos. Nos tornamos cidadãos plenos, e não pela metade. Encorajamos outras pessoas a fazerem isso também, mostramos que podemos viver nosso amor. Acho que a pessoas carecem de referências positivas, e nós queremos ser isso”, destaca.
Edgar conta que recebeu muitas mensagens de apoio das pessoas por meio das redes sociais. “Muitos disseram que gostariam de ter essa coragem e que nós os representamos. Não era o nosso objetivo ao casar, pensamos em nós, em celebrarmos a nossa união com as pessoas que amamos, mas acaba sendo uma consequência por eu ser uma figura pública, um prefeito.”

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve em Lins no dia anterior à cerimônia, onde participou da inauguração de um centro universitário, e aproveitou para cumprimentar os noivos.
O casal teve como padrinho o novo Coordenador de Políticas para LGBT de São Paulo, Ivan Batista, e o presidente da Diversidade Tucana, Marcos Antonio Fernandes.
Em vez de apenas um adotar o sobrenome do outro, como é praxe no casamento civil, os noivos trocaram os sobrenomes. “Nós dois assumimos um o sobrenome do outro. Agora sou Edgar de Souza Trindade e o Alex é Alexsandro Luciano Trindade Souza”, explica.
Além do casamento civil, amigos do casal de quatro religiões realizaram uma benção conjunta. A escolha pela diversidade religiosa também foi uma forma que os noivos encontraram para passar uma mensagem de tolerância e respeito.
"Eu sou católico e gostaria muito de casar na igreja, mas sei que isso não é possível e respeito. Mas decidimos fazer esse ato ecumênico convidando amigos nossos que representam cada uma dessas religiões e eles, juntos, dividiram o rito de uma forma harmoniosa, mostrando que os diferentes podem conviver tranquilamente se houver respeito e tolerância."
FONTE: G1

Nenhum comentário: