Jornalista Régis Oliveira: O que é ser Jornalista/ O que faz, Como Faz/ Saiba Mais

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O que é ser Jornalista/ O que faz, Como Faz/ Saiba Mais

De certo modo hoje com o advento da Internet, a maioria  da humanidade atua como jornalistas, em maior ou menor grau, pois jornalismo é a atividade que consiste em buscar informações e divulgá-las, e assim as redes sociais, blogs, sites, etc... tornaram quase todos, propagadores de informações,  porém o que é ser um jornalista profissional ?



A informação é o objeto de trabalho do jornalista. É ele quem trabalha as notícias que acompanhamos na TV, no rádio, nos jornais, nas revistas, na Internet e em outros veículos de comunicação. Seu trabalho se dá tanto nas ruas, na coleta de dados, apuração de fatos, entrevista de fontes (pessoas adequadas para falar sobre determinado assunto), quanto nas redações de jornais ou revistas, na escrita e revisão de notícias, reportagens, artigos, resenhas, críticas e, ainda, na elaboração de pautas, que é a escolha dos assuntos a serem cobertos.
O profissional da área pode também exercer as funções de editor, coordenando o material a ser divulgado em jornais (impressos ou não); chefe de reportagem, que coordena os repórteres e distribui as pautas; ombusdman, que avalia o teor noticioso do jornal; revisor, que verifica a correção dos textos escritos, e produtor, que reúne os elementos para elaboração de matérias e contata os entrevistados.
Há ainda as opções de atuação como repórter fotográfico, locutor, apresentador ou âncora (que comenta notícias e chama repórteres para entrada ao vivo), webdesigner (elaboração de sites) e assessor de comunicação ou assessor de imprensa. O assessor de imprensa promove contato entre instituições e mídia através da elaboração de releases (notícias a serem enviadas aos meios de comunicação), assistência a repórteres, agendamento de entrevistas coletivas, dentre outras atividades. Já o assessor de comunicação tem uma atuação mais ampla, coordenando os trabalhos de assessoria de imprensa, publicidade e propaganda e relações públicas de empresas e instituições. Como consultor, o jornalista pode prestar serviços para empresas e entidades.

O que estuda

Para ser jornalista é necessário ler muito e acompanhar os fatos que ocorrem no Brasil e no mundo. O futuro profissional deve estar antenado em temas como política, economia, cultura, ciência, tecnologia e esportes.
Na universidade, disciplinas como História do Jornalismo Brasileiro, Planejamento Gráfico, Fotojornalismo, Radiojornalismo, Telejornalismo, Jornalismo Impresso e Jornalismo na Internet recheiam a integralização curricular.
Embora a rotina da profissão exija conhecimento amplo, saberes específicos são valorizados, daí a importância de estudos de pós-graduação. Dentre as especializações possíveis estão: Jornalismo Econômico, Jornalismo Esportivo, Jornalismo Cultural, Jornalismo na Internet e Jornalismo Científico.

Área de atuação/Mercado de trabalho

Jornais, revistas, TVs, rádios e agências de notícias são os tradicionais locais de trabalho do jornalista. O mercado de trabalho é muito concorrido, o que não quer dizer que não existam boas oportunidades. Um campo promissor é o do jornalismo na Internet, na produção de material para sites, blogs e mídias sociais.
Uma alternativa às redações são as assessorias de comunicação ou de imprensa em órgãos públicos, empresas, sindicatos, entidades de classe e ONGs, que têm contratado muitos profissionais. Novos postos vêm sendo abertos com a criação de canais de TV. Outras opções são atuar como freelancer, produzindo materiais de forma esporádica para assessorias, jornais e revistas, ou a docência em universidades.

Nenhum comentário: